domingo, 6 de setembro de 2009

Sentir . . .


Às amizades constantemente fiéis aos sentimentos... por toda inspiração.

É na lealdade aos sentimentos oferecidos que descobrimos o que a felicidade traz de tão impressionante à figura humana, especilamente às amizades que tecemos. Com o coração altruísta, que escreve suas histórias com peso do próprio sangue, descobrimos o valor dos sentimentos que o bixo-homem insiste em selar com preconceitos repugnantes. É presunção pensar que a felicidade deve ser alcançada e aprisionada a qualquer custo, quando na verdade gozar de um sofrimento mínimo é um privilégio gigantesco para poucos que sabem saboreá-lo.

Os sentimentos se tornam ainda mais humanos quando sujeitados aos momentos imprevisíveis, o que me faz questionar os segredos da vida quando dois amigos sentem o mesmo um pelo outro antes mesmo de se conhecerem. Talvez essa resposta venha por conseqüência de tantas outras. Talvez a amizade verdadeira seja imortalizada por esses momentos inusitados, com pessoas inesperadas, de sentimentos constantes e de uma forma surpreendente.

Sou fascinado pela idéia da descoberta, de ser o primeiro a me enxergar nas amizades construídas sem o fardo de um mundo cheio de pressa e responsabilidade, um mundo sem tempo para os sentimentos humanos. E são nas amizades recém-nascidas que o tal bixo-homem pode reaver o gosto pelas causas humanas, justamente porque suas histórias ainda não foram escritas.

. . . viver o inusitado que o dia nos impõe . . . narrar belas histórias de fidelidade às causas do coração nas páginas escritas em vermelho: o sangue que traduz o sofrimento para muitos ainda tão alheio, sentimento merecedor de atenção, tão humano como outro qualquer.

Foto: Amanda e Emanuelle.

2 comentários:

André disse...

"viver o inusitado que o dia nos impõe . . . narrar belas histórias de fidelidade às causas do coração nas páginas escritas em vermelho: o sangue que traduz o sofrimento para muitos ainda tão alheio, sentimento merecedor de atenção, tão humano como outro qualquer".

Tenho sido estudioso ao observar que as pessoas não sabem mais sonhar pelo simples fato de não saberem ler. O que me faz crer que a pureza só faz o bem.
Que esse teu "sentir" não passe despercebido aos olhos de quem já não sabe mais identificar tal sentimento.

Muito bom!! sou teu fã demais tbm =p rs

Abraços

Isabella Barbosa disse...

"Talvez a amizade verdadeira seja imortalizada por esses momentos inusitados, com pessoas inesperadas, de sentimentos constantes e de uma forma surpreendente."


Quando conhecemos alguém para qual não imaginamos qual será o futuro dessa amizade, quando não planejamos, sempre nos descobrimos. Tudo é sempre melhor, maior, e verdadeiro. Agente se surpreende! Fico feliz por você pensar assim, e ter uma mente brilhante. já te disse, você vai longe cara! ;*